Acupuntura
A estimulação de pontos energéticos precisos, desde há alguns anos experimentalmente e clinicamente comprovados, origina efeitos clínicos inquestionáveis, desde há mais de 5000 anos.
A OMS, organização mundial da saúde, reconhece (desde 1979) a eficácia da acupuntura no tratamento de mais de 49 doenças e desordens; e em 2012 a UNESCO declarou-a património cultural.
Este maravilhoso legado da cultura chinesa, provém de uma formidável estrutura lógica, duma perspectiva do homem e da sua relação com o seu meio ambiente, constituindo uma complexa cosmovisão, que faz parte da  Medicina Tradicional Chinesa, com a sua particular visão da saúde e da doença.
Uma das indicações “mais conhecidas” da acupuntura, é o sistema musculoesquelético; contudo,  o médico de Medicina Integrada, que faz parte da nossa equipa médica, integra os seus conhecimentos de acupuntura e medicina tradicional chinesa para o diagnóstico global da patologia do paciente e escolha da sua terapêutica individualizada.
Deste modo, no decorrer da consulta médica que possa vir a realizar com um dos elementos da nossa equipa médica, estarão englobados estes milenares conhecimentos de medicina oriental.
Auto-Observação-Neutro-Consciente
Brevemente.
Auto-Sanguis
Este tratamento é um tratamento de “desintoxicação”:
Uma questão importante na Medicina Integrativa é a desintoxicação do organismo. Literalmente, significa “limpeza do corpo.”
Todas as toxinas que se acumulam no seu corpo, por exemplo:
– a partir do ambiente (poluição do ar ou tabaco);
– da má nutrição,
– ou através de medicação (por exemplo, se tiver tomado antibióticos, anti-inflamatórios e/ou corticosteróides) . . todas estas toxinas podem bloquear o seu sistema imunitário (de defesa) e perturbar o reflexo das respostas do sistema nervoso.
Todas estas toxinas são a razão pela qual o seu corpo já não trabalha otimamente, mesmo que, aparentemente, não tenha nenhum sintoma.
Eliminar todas estas toxinas é uma estratégia importante, especialmente quando se trata de doenças crónicas e/ou degenerativas. Alguns medicamentos trabalham especificamente sobre o fígado e outros sobre os rins ou no sistema linfático. A “limpeza” do sistema linfático, particularmente, é considerada muito importante na Medicina Integrativa.
 
Como se chama esta técnica de DESINTOXICAÇÃO?
Em Medicina Integrativa, chamamos a esta técnica de “injeção auto-sanguis”. Esta injeção é administrada pela sua médica, 1x SEMANA.
Nesta injeção auto-sanguis, os medicamentos de homotoxicologia que vão fazer a drenagem ou a desintoxicação, são misturados com uma gota do seu sangue e são introduzidos na pele (injeção subcutânea) do cotovelo. Esta injeção não é dolorosa.
Enquanto durar o seu tratamento, convém aumentar a ingestão de água diária e diminuir a entrada de toxinas (melhorando a sua alimentação, fazendo exercício físico, deixando de fumar, etc.)
 
Que tipo de produtos são injetados?
Depende do seu tipo de problema; ou seja, para doenças agudas, injetamos um determinado tipo de produtos, para doenças crónico-degenerativas, outros; para dores articulares/ artroses, outros, para uma revitalização geral/sexual, um outro tipo de medicamentos, etc. Cada injeção é individualizada segundo o paciente, e após a primeira consulta médica.

Estes produtos são seguros para mim?
As ampolas não contêm altas concentrações de substâncias ativas. Contêm produtos diluídos.  Daí, entrarem na denominação legal de produtos homeopáticos. Como resultado, os efeitos secundários tóxicos são altamente  improváveis.
Além disto, as ampolas utilizadas no auto-sanguis e em bio-mesoterapia são fabricadas por empresas certificadas, com garantia de qualidade no fabrico dos seus produtos. A maioria das ampolas utilizadas para a injeção são feitas na Alemanha e são submetidas a regras muito estritas de controlo da qualidade e sistemas. Os estudos clínicos em milhares de pacientes têm confirmado a segurança destas ampolas que usamos.
 
Como é que estas diluições têm um efeito eficaz sobre o meu organismo?
O facto da maioria das ampolas conter baixas concentrações de extratos vegetais é, frequentemente, uma razão para a medicina convencional criticar os eventuais efeitos destes produtos. Mas os produtos utilizados no auto-sanguis e na bio-mesoterapia não são diluídos. É por isso que lhes chamamos de micro-doses. Portanto, é mais do que apenas “injetar água”.
 
Como é que esta pequena dose pode influenciar o meu corpo?
Quando recebe uma vacina contra o tétano (por exemplo), apenas pequenas quantidades do produto são necessárias para estimular o seu sistema imunológico (que é o seu sistema de defesa). Algumas vacinas podem proteger seu corpo durante vários anos contra essa doença grave!
As injeções de auto-sanguis, não são vacinações mas, o mecanismo de ação é semelhante: micro-doses do produto certo, no local certo do organismo, têm um efeito terapêutico enorme! O auto-sanguis produz os seus efeitos clínicos, uma vez que estimula o sistema imunitário para reiniciar as suas capacidades curativas.
Os médicos (principalmente na Alemanha, Itália e Colômbia) comprovaram nos seus doentes, os efeitos espetaculares destas injeções, durante décadas. O problema foi “provar” perante os outros colegas como estas injeções realmente trabalham. Uma pesquisa recente sobre homotoxicologia deu novas perspectivas sobre a forma como estes produtos atuam. A investigação científica tem demonstrado que, por exemplo, um medicamento de homotoxicologia funciona através do sistema imunológico [por exemplo, os mecanismos de ação de um medicamento (Traumeel(R)) incluem, a inibição da IL 1ß e inibição de TNF-a)].

Mas como é que estas injeções auto-sanguis me podem ajudar com a minha dor ou inflamação, ou com as minhas rugas ou celulite?
Na medicina alopática, o medicamento suprime os sintomas imediatamente. É por isso, por exemplo, que é preciso tomar doses elevadas de substâncias químicas, a fim de suprimir a dor aguda. E, logo que a medicação deixa de fazer efeito, ou se aumenta a dose ou é preciso tomar outro medicamento para tirar a dor. Esta afirmação é válida para anti-inflamatórios, medicamentos para controlar a pressão arterial ou para níveis elevados de colesterol, entre outros. É assim que estes medicamentos são idealizados.
No entanto, no tratamento auto-sanguis, no cotovelo, os medicamentos são injetados em pequenas doses, a fim de estimular os processos de desintoxicação existentes no organismo. Estas micro-doses ativam mecanismos internos; portanto, o efeito de cura vem de “dentro” do seu corpo – e não a partir de produtos químicos.
É a reação do seu sistema imunitário, que irá produzir reações de auto-cura. A reação do seu corpo variará entre uma melhor circulação sanguínea local, ao relaxamento dos músculos e/ou desintoxicação generalizada; e é isto que o fará sentir melhor.
 
Quantas injeções vou receber em cada sessão?
No auto-sanguis, os medicamentos são injetados “por grupos terapêuticos”; neste caso, pode receber entre 3 a 4 “piquinhas” no cotovelo.
 
Quantas sessões de bio-mesoterapia serão necessárias?
O facto do seu médico utilizar pequenas doses de produto, significa que tem que ser mais paciente. Se você já teve problemas durante vários meses ou mesmo anos, o seu médico deve trabalhar em “diferentes camadas”. Se se trata de um caso mais complexo, temos de procurar  as causas mais profundas e trabalhar sobre essas queixas.
Ou o seu médico vai propor-lhe uma desintoxicação, mesmo antes de começar a trabalhar sobre os seus sintomas agudos.
Como resultado, pode precisar de cinco sessões, ou mesmo mais para se sentir melhor e deixar de ter sintomas.
É importante perceber que estes medicamentos são produtos que não apresentam qualquer um dos principais efeitos colaterais, para estar motivado a ser mais paciente do que é habitual.
A longo prazo, porém, os resultados da Medicina Biológica são mais duradouros, porque a cura  é interna e não depende de ter que “tomar os comprimidos todos os dias” para tirar os sintomas.

Existe algum elemento de risco com estas micro-injeções?
É claro que o médico que decide a utilização das injeções auto-sanguis, vai fazê-lo de acordo com as técnicas mais recentes. Este é o seu dever como profissional médico. Isto inclui uma técnica de injeção correta, e, naturalmente, a utilização de material descartável estéril. Este último significa que a agulha nunca esteve em contato com qualquer outro paciente e que qualquer transmissão de doenças é impossível. Isso deve dar-lhe a confiança na segurança da técnica.
 
Quando é que o meu médico deve sugerir um tratamento de auto-sanguis?
As injeções não podem curar todos os seus problemas médicos. Isto não é um milagre terapêutico. Cabe ao seu médico decidir o que pode ser tratado e o que não pode. Neste sentido, quando o tratamento é sugerido, é porque lhe trará benefícios terapêuticos.

Ouvi dizer que as coisas podem piorar imediatamente após o primeiro tratamento. É verdade?
Tudo depende. Cada caso é diferente.
Às vezes, melhora imediatamente após a injeção. Isso significa que se vai sentir melhor dentro de poucos minutos após a injeção.
Mas, quando se lida com queixas que têm persistido durante meses ou anos, as coisas precisam de algum tempo para se curar. Pode notar que, após os primeiros tratamentos (especialmente o dia após a injeção), se sente um pouco pior, experimentando mais dor ou desconforto. Este agravamento temporário, normalmente significa que os processos de cura estão sendo ativados e passa rapidamente.
Em Medicina Integrativa esta fase é chamada de “reação fase”. Mas, quando perceber que isto significa que estamos no “caminho” duma desintoxicação profunda, estará disposto a aceitar estas reações menores, no início do tratamento.
Muitas pessoas ainda acreditam que é necessário parar os tratamentos convencionais quando escolhem a medicina biológica. Isto não é verdade. Em alguns pacientes, até pode ser vantajoso combinar a abordagem convencional com a Medicina Integrativa.
Quando estiver a ser tratado por um médico especializado em Medicina Integrativa, vai continuar a tomar a sua medicação habitual. Este profissional é que lhe indicará, quando a deixará de tomar, se isto for possível, é claro, e normalmente é combinado com o seu médico convencional.
Cada caso deverá ser tido em conta individualmente.

Conclusão
A injeção auto-sanguis é uma técnica médica segura e eficiente, usada em Medicina há várias décadas, na Europa Central e América do Sul.
Usamos estas injeções para estimular as capacidades de auto-cura do seu organismo.
Vale a pena pensar se esta é uma abordagem que o poderá ajudar com os seus problemas pessoais de saúde.
Contacte a nossa equipa de profissionais médicos para saber  se este tratamento é adequado para si.

Desintoxicação Global
O que é um tratamento de “desintoxicação”?
Uma questão importante na Medicina Biológica é a desintoxicação do organismo. Literalmente, significa “limpeza do corpo.”
Todas as toxinas que se acumulam no seu corpo, por exemplo:
– a partir do ambiente (poluição do ar ou tabaco);
– da má nutrição,
– ou através de medicação (por exemplo, se tiver tomado antibióticos, anti-inflamatórios e/ou corticosteróides) . . todas estas toxinas podem bloquear o seu sistema imunitário (de defesa) e perturbar o reflexo das respostas do sistema nervoso.
Todas estas toxinas são a razão pela qual o seu corpo já não trabalha otimamente, mesmo que, aparentemente, não tenha nenhum sintoma.
Eliminar todas estas toxinas é uma estratégia importante, especialmente quando se trata de doenças crónicas e/ou degenerativas. Alguns medicamentos trabalham especificamente sobre o fígado e outros sobre os rins ou no sistema linfático. A limpeza do sistema linfático, particularmente, é considerada muito importante na bio-mesoterapia.
COMO É QUE O SEU ORGANISMO ACEITA OS ALIMENTOS QUE INGERE?
Já imaginou que pode ser intolerante ao açúcar? ou ao leite de vaca? ou ao pão? ou à banana?
Hoje em dia, é possível, com uma simples extração de sangue, saber quais os alimentos aos quais é INTOLERANTE.
O 1º conceito a entender, é que intolerância não é o mesmo que alergia alimentar. Esta última manifesta-se através de reações tão fortes que não passam despercebidas (asma, erupções cutâneas, prurido,…) e que alertam imediatamente para o problema, sendo, por isso, fácil estabelecer uma relação causa-efeito com o alimento ingerido.
Pelo contrário, a reação negativa que provoca a ingestão de algum alimento intolerante, acontece de modo subtil e, por isso, chamamos-lhe sensibilidade alimentar mascarada.
Além do excesso de peso, há outros sinais que podem advir duma intolerância alimentar não detectada: cansaço, apatia, ansiedade, depressão, dores de cabeça, transpiração excessiva, digestões pesadas, obstipação/diarreia, sdr do colón irritável, asma, rinite, eczema cutâneo, fibromialgia, etc.
A dificuldade é que estes sintomas manifestam-se de modo isolado e esporádico e poucas vezes se pensa na hipótese duma incompatibilidade alimentar.
Este exame permite-lhe melhorar a sua saúde, neste sentido: eliminando, durante um período de 3 meses, os alimentos e aditivos alimentares aos quais é intolerante (embora nunca tenha tido sintomas), o seu organismo dessensibiliza-se a esses alimentos e entra num processo de auto-cura (desintoxicação).
Após este período de tempo, poderá (de preferência, sob supervisão médica) voltar a ingerir estes alimentos, com segurança.
Para saber mais sobre este exame contacte-nos.
Drenagem Linfática Manual
A técnica de drenagem linfática manual, foi descrita em 1936.
É usualmente prescrita pelo seu médico de Medicina Integrativa, dependendo do seu caso clínico, dado que ajuda muito nos tratamentos de desintoxicação.
Deve ser efetuada por pessoal qualificado para o fazer.
Temos, no nosso Centro de Medicina Integrativa, técnicos especializados nesta técnica.
Qualquer duvida, ou para mais informações, contacte-nos
Hipnose
O transe hipnótico é uma combinação de relaxamento físico e perspicácia mental que pode ser despoletado naturalmente ou por intervenção de um terapeuta qualificado. A hipnose é um estado mental a que estamos todos sujeitos no nosso dia-a-dia, por exemplo, quando sonhamos “acordados” e o nosso meio envolvente “fica desligado”. A anatomo-fisiologia do cérebro permite ao ser humano entrar em estados de transe de forma natural e biológica.
A neurofisiologia da Hipnose
O estado hipnótico é uma condição mental em que o cérebro humano apresenta alta atividade psíquica, com uma maior irrigação cortical e subcortical. Este estado leva a um aumento da produção de neurotransmissores como por exemplo endorfinas, serotonina, dopamina e noradrenalina, envolvidos principalmente em sensações de felicidade e bem-estar. 
“Hipnose é um estado de consciência na qual o conhecimento que adquiriu durante toda sua vida, e que você usa automaticamente, torna-se de repente disponível para mudanças qualitativas (…)”, esta é a definição de hipnose moderna preconizado por Milton H. Erickson, em 1975.
No caso de estar interessado em mais informação ou quiser consulta médica, utilizando a técnica de hipnose clinica, p.f. contacte-nos
Homeossiniatria
A Homeossiniatria resulta da integração de sistemas terapêuticos complementares, como a Mesoterapia, a Acupuntura e a Homeopatia.
É uma abordagem médica complementar, na qual o médico, com conhecimentos de Medicina Integrada (incluindo Medicina Tradicional Chinesa), aplica, mediante injeção subcutânea, no paciente medicamentos de Homotoxicologia, em pontos de acupuntura.
A ideia é procurar um efeito sinérgico de potenciação, entre o efeito do medicamento e do ponto e acupuntura, para chegar a uma cura mais rápida e profunda do paciente.
É uma técnica terapêutica, usada após uma primeira consulta, quando queremos potenciar o efeito dos medicamentos, usando os pontos de acupuntura. Embora use agulhas, é praticamente indolor, dado que só se sente “a picada da agulha”, muito fina usada para esse efeito.
Indicações:
– Estética (rugas, celulite, flacidez cutânea, flacidez muscular, excesso de peso, estrias…)
– Sistema Musculoesquelético  (na maioria das afecções do aparelho musculoesquelético, incluindo, dores articulares, tendinites agudas, contraturas musculares, …)
– Intolerâncias aos medicamentos tomados por via oral
-Situações agudas em que procuramos rapidez de ação
        …..
Esta informação é meramente informativa e não dispensa a consulta com o seu médico. Para mais informações, contacte-nos

Homotoxicologia / Homeopatia
O Dr. Samuel Hahnemann, no século XIX, desenvolveu uma área da medicina, conhecida como homeopatia. A Homeopatia pode ser descrita como um tratamento com substâncias medicinais, as quais, num indivíduo saudável, causam sintomas similares aos da própria doença. Como uma vacina, a medicina homeopática ativa os mecanismo de defesa do corpo e estimula o sistema imunitário a entrar em ação.
A OMS considera a homeopatia uma medicina tradicional desde 2003.
Na Alemanha, França e Reino Unido a homeopatia exerce-se dentro sistema sanitário publico.
Em 2008, organização médica colegial espanhola reconheceu o exercício de homeopatia como um ato médico, aproximadamente, 9600 médicos espanhóis prescrevem medicamentos homeopáticos.
O dia Europeu da homeopatia é a 23 de Março. 

O que é a medicina homotoxicológica?
Expandindo-se nos fundamentos da homeopatia, o Dr. Hans Heinrich Reckeweg descreveu as doenças, como sendo o processo natural de defesa do corpo contra substâncias (causadoras dessa doença), chamadas homotoxinas.
Estes processos de defesa do corpo manifestam-se numa variedade de sintomas como febre, cefaleias, infecções de repetição, inflamações, diarreia, fraqueza e mal-estar geral.
O Dr. Reckeweg fabricou os seus próprios medicamentos, aos quais chamou preparações “antihomotóxicas”, com as quais tratava os seus doentes.
 
Como é que os medicamentos de homotoxicologia funcionam?
Os medicamentos de homotoxicologia consistem em substâncias, medicamente ativas e homeopaticamente processadas.
Cada componente amplifica a eficácia dos outros, por isso fornece ajuda eficaz a um processo patológico ainda mais complicado.
Os medicamentos de homotoxicologia ativam o sistema de defesa do corpo, neutralizando, assim, a doença causada pelas homotoxinas.
Os medicamentos bio-reguladores fazem com que os receptores específicos dos linfócitos (TCR) potenciem o sinal, portanto, os linfócitos mostram uma união mais ajustada ao antigénio. Estabelece-se um equilíbrio entre as células TH1 (implicadas na imunidade mediada por células) e as células TH2 (que facilitam a produção de anticorpos), regulando assim a resposta Inflamatória pelas células TH3.
Para que doenças podem ser prescritos os medicamentos de homotoxicologia?
Os medicamentos de homotoxicologia são MUITO EFICAZES no tratamento de doenças crónicas (nomeadamente do sistema respiratório, articular/reumático, pele, etc).
Também são alcançados resultados terapêuticos excelentes no tratamento das desordens agudas nas áreas gastrointestinais, respiratórias, dermatológicas, otorrinológicas (como gripes e infecções de repetição).
 
Quais são as vantagens dos medicamentos de homotoxicologia?
Os medicamentos de homotoxicologia  praticamente não têm efeitos secundários e podem ser facilmente combinados com outros tipos de medicamentos. Esta vantagem é particularmente importante para doentes crónicos, que necessitam de diversa medicação ao mesmo tempo; Ou seja, reduzimos o risco imprevisível de intolerância e efeitos secundários dos medicamentos crónicos do doente, melhorando, por isto, a sua qualidade de vida.
 
Que vantagens existem em usar esta terapêutica complementar no meu problema de saúde?
O facto dos médicos desta equipa clínica de Medicina Integrada prescreverem, quando necessário, medicamentos de homotoxicologia, implica que estejam atualizados com os mais modernos conhecimentos em terapêuticas de imunomodulação com medicamentos de baixas doses antigénicas.
Obviamente, que quando se consulta um médico com formação nesta área, devemos lembrar-nos que as suas bases são uma licenciatura em Medicina, e só depois todos os outros conhecimentos de diferentes abordagens; o que significa que, conforme juramento de Hipócrates, que todos os médicos aceitaram, a nossa tarefa principal é o bem estar global de cada paciente.
 
Adaptado de www.sochomotox.com, por Ana Moreira.
Qualquer comentário ou sugestão a este texto: consultorio@anamoreira.pt

Micro-perfuração

O tratamento por micro-perfuração é um tratamento rejuvenescedor para tratar zonas diversas do corpo ou rosto sendo considerado o mais atual sistema de terapia para a pele.

Caracterizando-se pela sua eficácia e segurança, este tratamento inovador recorre a uma tecnologia de vanguarda para perfurar a pele.

Usa múltiplas microagulhas, de profundidade ajustável e com múltiplas velocidades, que perfuram a pele com um ângulo de 90 graus, potencializando os resultados de rejuvenescimento, porque aumenta a absorção do produto ativo, sem dor ou desconforto, sendo assim seguro para o paciente, porque há menor agressão da epiderme.

Este tratamento é ideal para rugas, cicatrizes de acne e queimaduras, cicatrizes com queloide, flacidez da pele da mama, flacidez da pele da zona abdominal (pós-parto, por exemplo) e estrias.

Tendo como base de funcionamento o mecanismo da própria agressão/lesão, gera-se um processo natural de cicatrização, que confere a este tratamento para as rugas ou cicatrizes, uma abordagem holística.

Através destas características, consegue-se atingir e tratar zonas de difícil alcance, nomeadamente os lábios, o nariz, a zona interna das coxas ou as regiões que se localizam em redor dos olhos.

Para mais informações, contacte-nos.

Ozonoterapia

Introdução Histórica
A Ozonoterapia é um conjunto de técnicas que utilizam o Ozono como agente terapêutico num grande número de patologias. É uma terapia totalmente natural com poucas contraindicações e efeitos secundários mínimos, sempre que se realize corretamente.
A história da Ozonoterapia começa na Alemanha. O percursor do uso do Ozono foi Werner von Siemens, que em  1857 construiu o primeiro tubo de indução de administração de Ozono para a destruição de microrganismos. As primeiras utilizações remontam à Primeira Guerra Mundial, onde foi utilizado como antiséptico local para tratamento das feridas de guerra. Posteriormente, estendeu-se a todo o mundo aumentando as suas indicações terapêuticas.
Em Portugal, o primeiro curso de Ozonoterapia Médica foi efetuado em 2004 e atualmente a técnica está amplamente divulgada, sendo implementada  em diversas unidades públicas e privadas; está regulamentada como terapia médica da Nomenclatura da Ordem dos Médicos de acordo com a publicação do Dec-Lei Nº 163/2013 de 24 de Abril.
 
O que é a Ozonoterapia?
A Ozonoterapia é uma técnica terapêutica que recorre ao ozono (O3). O ozono é facilmente assimilado pelo corpo humano, em que a molécula extra de oxigénio presente no ozono separa-se, deixando apenas o oxigénio (O2). Esta separação permite, em simultâneo, elevados processos de oxigenação e de oxidação, que se revelam eficazes no tratamento de uma alargada variedade de patologias.
Destacamos as seguintes propriedades do ozono:
Analgésicas, anti-inflamatórias, drenantes.
Ajuda na desintoxicação.
Promove a decomposição do colesterol e triglicerídeos.
Aumenta o metabolismo celular.
Reduz o nível de ácido úrico. 
Aumenta o fluxo sanguíneo.
Após o tratamento com ozono, o sangue melhora a sua capacidade para circular através dos capilares mais estreitos, melhorando assim a micro circulação. Para além disso, os eritrócitos ou glóbulos vermelhos desagregados e suavizados melhoram a capacidade de absorver e transferir oxigénio, entre outros fatores, pela maior superfície de contacto livre e deformabilidade.
Aumenta a quantidade de oxigénio disponível, permitindo maior oxigenação dos tecidos.
A pressão do oxigénio arterial aumenta e a pressão de oxigénio venosa diminui, melhorando a oxigenação celular. Observa-se um aumento no 2,3 DPG (Difosfo Glicerato), o que facilita a troca de oxigénio retido na oxihemoglobina e nos glóbulos vermelhos.
 
Elimina todo o tipo de bactérias, vírus e fungos;
É um potente cicatrizante;
Potencia o sistema imunitário:
Sob o efeito dos metabolitos do O3, evidencia-se um aumento na proliferação e atividade dos linfócitos e macrófagos, assim como aumentos nas interleucinas, citoquinas e imunoglobulinas.

Limpa as “gorduras” acumuladas nas artérias;
É um revitalizante, antioxidante e um potente aliado no combate aos radicais livres:
Estimula processos enzimáticos de base que condicionam a correta nutrição das células, a capacidade de produzir espécies moleculares condicionadas à produção de energia celular, e a melhoria das funções gerais das células humanas.
 
Resumindo, a mistura de O3-O2 origina uma reativação da respiração intracelular a nível mitocondrial, ao aumentar a concentração de oxigénio no sangue arterial. Tem assim um efeito revitalizante no paciente ao restaurar o metabolismo do oxigénio anteriormente perturbado, produzindo efeitos imunoestimulantes, desintoxicantes e anti-infecciosos.
Todas estas características citadas anteriormente fazem da Ozonoterapia um tratamento versátil e cada vez mais popular, tratando-se de um dos mais poderosos antioxidantes dos nossos dias, pela estimulação que exerce na produção de enzimas antioxidantes endógenas.

Para que serve a Ozonoterapia? 
São inúmeras as situações em que se pode recorrer à Ozonoterapia, sendo que esta é sempre adequada a cada caso específico. Posto isto, a Ozonoterapia está indicada em diversas patologias, tais como:
– Asma;
– Enxaquecas;
– Cansaço e fadiga;
– Artrite;
– Artrite reumatóide;
– Arteriosclerose;
– Hérnia discal;
– Dores lombares;
– Angina de peito;
– Acne;
– Eczemas/Dermatites;
– Micoses;
– Diabetes Mellitus;
– Alergias;
– Obesidade/ Excesso de Peso;
– Varizes;
– Desintoxicação das vias biliares, fígado, rins e intestinos;
– Fístulas;
– Doença de Alzheimer;
– Doença de Parkinson;
– Esclerose Múltipla;
– Alivia vários tipos de dores;
– Tratamento de diversos tipos de infeções;
– Combate à celulite;
– Tratamento de gordura localizada;
– Tratamento antienvelhecimento;
– Tratamento desintoxicação (detox);
– Síndrome de fadiga crónica e fibromialgia;
– Odontologia relacionada com lesões de cáries primárias, particularmente em crianças;
– Estomatologia para infecções crónicas e recorrentes da cavidade oral;
– Doenças infecciosas agudas e crónicas, particularmente causadas por bactérias resistentes aos antibióticos ou aos tratamentos químicos, vírus, fungos (hepatites, HIV – SIDA, infecções herpéticas e herpes zooster, infecções de papiloma por vírus, onicomicoses e candidíase, giardíases e criptosporidioses);
– Candidíases vaginal e bartholinites;
– Doenças auto-imunes (esclerose múltipla, artrite reumatóide, doença de Crohn, psoríase);
– Demência senil;
– Doenças pulmonares: Enfisema, doença pulmonar obstrutiva crónica, fibrose pulmonar idiopática e  insuficiência respiratória aguda;
– Metástases de cancro.

Processo de aplicação da Ozonoterapia
Existem várias formas de efetuar um tratamento de Ozonoterapia, sendo os seguintes processos de aplicação os mais populares:
Auto-hemotransfusão (intravenoso): utiliza-se um aparelho gerador de ozono. Retiramos sangue ao doente e depois acrescentamos ozono ao sangue; esta mistura é depois reintroduzida no organismo;
Injeção subcutânea: tal como o próprio nome indica, o ozono é injetado na zona subcutânea da pele;
Hidroterapia com ozono: o ozono é diluído em água e pode ser ingerido ou aplicado diretamente na zona do corpo a tratar;

Vapor: o ozono é aplicado no corpo através de vaporizações;
Óleos ozonizados: óleos embebidos em ozono são aplicados com movimentos de massagem diretamente na zona do corpo a tratar;
Insuflação retal;
Insuflação vaginal;
Injeção intra-articular;
Micro doses em pontos de gatilho e de acupuntura.

IMPORTANTE: a utilização do ozono deverá ser sempre preconizada por um profissional médico e de enfermagem qualificado, visto que se trata de um gás que não deve ser inalado, nem introduzido diretamente na corrente sanguínea. A ozonoterapia é um ato médico.

Saiba mais sobre Ozonoterapia:
Ozone oxidative preconditioning: a protection against cellular damage by free radicals
Declaração de Madrid sobre Ozonoterapia – 3 e 4 de junho de 2010
Carta Profesor Velio Bocci

PsicoNEurolmuno Terapia
O modelo da Psiconeuroimunoterapia, inclui as estruturas, estratégias, processos e respostas fisiológicas que permitem ao ser humano ser saudável. É uma nova abordagem da Medicina que se baseia na utilização inteligente da fisiologia do corpo humano, sendo uma forma de auto-cura.
Todos temos uma sequência de reflexos fisiológicos que intervêm em todas as áreas da vida e determinam os seus resultados. Para obtermos o que desejamos, seja em qual for a área (felicidade dinheiro, saúde, tranquilidade, prosperidade,..etc.) devemos simplesmente modificar estes mesmos reflexos, instalando novos que funcionem melhor e inibam os que não lhe convêm.
Os processos e exercícios que incluam riso e diversão, são melhor assimilados pelo Sistema Nervoso, por consolidar a informação em diferentes áreas do cérebro, o que permitirá a sua utilização no dia-a-dia, consciente e inconscientemente, tornando-nos pessoas mais felizes e de bem com a vida.
Sauna de Infravermelhos

sauna_1

As saunas infravermelhas funcionam de forma diferente da sauna seca ou a vapor: em vez de aquecer a pele para causar a libertação de água, aquece o corpo usando temperaturas mais baixas, atuando internamente no corpo produzindo bastante suor.

Tradicionalmente a sauna começou a ser utilizada na Finlândia, mas devido aos inúmeros benefícios terapêuticos, a sua utilização rapidamente se disseminou por todo o Mundo, tendo já surgido várias versões em spas, resorts ou até mesmo em casa.
Com diversas vantagens para a saúde, a sauna tornou-se uma forma natural de auxiliar o tratamento de uma variedade de condições médicas.

Benefícios da Sauna:
• Limpa a pele em profundidade;
• Aumenta a circulação sanguínea;
• Descongestiona as vias nasais;
• Alivia dores musculares;
• Acelera a recuperação de lesões;
• Fortalece o sistema imunológico;
• Alivia dores reumáticas e articulares;
• Melhora o movimento articular;
• Induz o relaxamento em condições de tensão e stress;
• Estimula as glândulas endócrinas, que são importantes para a regulação do humor, a função do tecido, o metabolismo, a função sexual e do processo reprodutivo.

Muitos produtos químicos sintéticos presentes no ambiente acumulam-se na comida, água e ar que ingerimos. Independentemente de adotar uma dieta saudável e um estilo de vida regrado, o corpo retém vestígios de produtos químicos, como pesticidas, solventes e dioxinas.

Uma maneira de se livrar das toxinas armazenadas é através do suor, logo, a sudorese estimulada pela sauna abre os poros, mobiliza as toxinas armazenadas nos tecidos e ajuda a eliminá-las.

Tipos de Sauna
Existem diferentes tipos de sauna – sauna seca, a vapor e de infravermelhos.

A sauna que consideramos ter mais benefícios para a nossa saúde é a de infravermelhos.
A luz infravermelha faz parte dos raios solares e é necessária para todos os seres vivos.
Esta luz não é prejudicial e por isso é utilizada para tratar os recém-nascidos em hospitais. Trata-se de uma luz rapidamente absorvida pelo corpo, criando uma energia térmica que transmite uma sensação de calor. Ou seja, a sauna de infravermelhos usa a luz para criar calor.

As saunas tradicionais utilizam o calor para aquecer o ar, e este vai aquecer o seu corpo.
A sauna de infravermelhos aquece o seu corpo diretamente, sem aquecer o ar ao seu redor.

As saunas em geral causam reações (como sudação vigorosa e aumento dos batimentos cardíacos) similares às induzidas por exercício físico moderado.
A sauna de infravermelhos produz estes resultados com temperaturas mais baixas do que na sauna tradicional, tornando-a uma opção para pessoas que não toleram o calor de uma sauna convencional.

Benefícios da utilização da sauna de infravermelhos:
• Eliminação de toxinas (através da sudação) e consequente desintoxicação do corpo;
• Modulação do Sistema Imune;
• Melhoria dos processos bioquímicos do organismo.

Já foram publicados vários estudos feitos quanto aos benefícios do uso das saunas de infravermelhos no tratamento de problemas de saúde crónicos, tais como: hipertensão arterial, insuficiência cardíaca congestiva e artrite reumatóide. Os resultados indicam algumas evidências. É no entanto, necessário que sejam feitos mais estudos para confirmar estes resultados.

Por outro lado, não foram ainda descritos efeitos adversos com a utilização das saunas de infravermelhos.

Fica o convite para experimentar a sua primeira sessão da sauna de infravermelhos, com um custo promocional de 15 euros, tendo para isso que vir acompanhado de um amigo.

Saiba mais sobre Sauna de Infravermelhos. Aceda aos Artigos Científicos sobre esta matéria.

Para mais informações e/ou marcações pf entre em contacto.

Acupuntura
A estimulação de pontos energéticos precisos, desde há alguns anos experimentalmente e clinicamente comprovados, origina efeitos clínicos inquestionáveis, desde há mais de 5000 anos.
A OMS, organização mundial da saúde, reconhece (desde 1979) a eficácia da acupuntura no tratamento de mais de 49 doenças e desordens; e em 2012 a UNESCO declarou-a património cultural.
Este maravilhoso legado da cultura chinesa, provém de uma formidável estrutura lógica, duma perspectiva do homem e da sua relação com o seu meio ambiente, constituindo uma complexa cosmovisão, que faz parte da  Medicina Tradicional Chinesa, com a sua particular visão da saúde e da doença.
Uma das indicações “mais conhecidas” da acupuntura, é o sistema musculoesquelético; contudo,  o médico de Medicina Integrada, que faz parte da nossa equipa médica, integra os seus conhecimentos de acupuntura e medicina tradicional chinesa para o diagnóstico global da patologia do paciente e escolha da sua terapêutica individualizada.
Deste modo, no decorrer da consulta médica que possa vir a realizar com um dos elementos da nossa equipa médica, estarão englobados estes milenares conhecimentos de medicina oriental.
Terapia Neural
A história da Terapia Neural (TN) inicia-se com a descoberta da procaína, em 1925, pelo cirurgião Alemão, Ferdinand Huneke, usou um medicamento analgésico novo naquela época, na sua irmã, que sofria de enxaquecas graves e intratáveis (à data); mas, em vez de usar a injeção intra-muscular como protocolado, usou-a endovenosamente; a crise de enxaqueca da irmã remitiu imediatamente. Este medicamento continha procaína (que é um anestésico local) que foi sintetizado pela primeira vez na Alemanha, em 1905, por Eihorn (nascendo assim a era dos anestésicos locais).
A procaína é um éster alcoólico do ácido para amino benzóico. No organismo é decomposto pelas estearases tecidulares, no decorrer de 20 a 40 minutos. Geram-se hidroliticamente PABA e dietil amino etanol, ficando sem o menor efeito tóxico. Formam-se assim, P-amino-benzol-dietil-amino etanol –hidroclorido (PABA).
Atualmente, os novos anestésicos locais necessitam de metabolismo hepático para serem eliminados
PABA -> É um elemento enzimático construtor do organismo, intermediário na formação de ácido fólico e fator citrovorum que transmite fragmentos de monocarbono no metabolismo intermédio. Tem um potente efeito contra o esclerosamento e endurecimento patológico dos tecidos. 

Dietil amino etanol -> É um vasodilatador que diminui a pressão arterial.  
 
EFEITOS FARMACOLÓGICOS DA PROCAÍNA:
– Repolarização da membrana celular.
– Homeostático do sistema neurovegetativo realizando retroalimentação.

– Analgésico central e periférico, também com efeito antipirético e antiespasmódico.

– Homeostático da relação sistema-nervoso/órgãos, restabelecendo a função orgânica fisiológica normal.
 
Efeitos adversos, raros, da procaína:
– Ligeira excitação nervosa,
– Relaxamento agradável,
– Náuseas, enjoos,
– Ligeira vertigem.
A alergia à procaína é EXTREMAMENTE RARA, pouquíssimos são os casos relatados (a maioria apresenta um ligeiro eritema à volta da zona da injeção)
A TERAPIA NEURAL é uma técnica de injeção dum anestésico local (procaína) em sítios específicos do organismo, como sejam, cicatrizes, pontos gatilho e pontos dolorosos à palpação.
O sucesso da TN deve-se à especificidade do local onde é dada a injeção e não na quantidade de anestésico que é dada, ou seja, administramos uma pequena % de anestésico local diluído.
Concentrações utilizadas na TN são de 0.5%, 1% e 2%.
 
A injeção de procaína induz uma tensão bioelétrica sobre a membrana celular (290 mv), que, por sua vez, se torna um poderoso desbloqueador bioeléctrico e favorecedor do normal funcionamento tecidular.
A TERAPIA NEURAL, também chamada de Terapia segmentar, consiste então, na aplicação dum anestésico local (procaína), diluído, numa série bem definida de pontos com influência sobre um segmento corporal específico:
1. Sempre em pequenas quantidades de procaína, em poucos pontos, mas bem localizados.
2. Antes de uma segunda sessão, devemos esperar pela resposta individual de cada paciente. 
3. Apenas quando reaparecem as queixas, deverá repetir-se o tratamento injetável.
4. Se o tratamento não demonstrar melhorias ou se essa melhoria é insignificante, o seu médico vai-lhe fazer outro esquema segmentar. Deve procurar o foco interferente que pode estar a provocar o fracasso terapêutico.
– O primeiro foco a tratar são as amígdalas.
– Cada cicatriz é um potencial foco interferente.
– Todos os potenciais focos odontológicos.
 
A riqueza em terminações nervosas sensíveis e vegetativas, dá à pele um lugar de importância na TN, como explicado pela frase de W. Scheit: “90% de toda a substância nervoso – vegetativa está na pele.”
Pode ser necessário efetuar esta técnica nos seguintes locais:
INJECÇÕES INTRA-ARTICULARES
– Ombro -> técnicas/abordagens: trans axilar, antero-posterior e postero-anterior,
– Cotovelo -> para artrites, artroses e epicondilites,
– Mão -> síndrome do túnel carpico, artroses e artrites,
– Joelhos -> artrites, lesões traumáticas, lesões nos meniscos, campos interferentes.
 
INJECÇÕES NA CABEÇA (NO COURO CABELUDO)
– Indicado para cefaleias, náuseas, vertigens, insónia, síndrome pós-traumaico craneocefálico, epilepsia, por exemplo.
 
INJECÇÕES NA NUCA
– Indicado para dores da nuca, dores da parte posterior da cabeça, complementar ou como tratamento de patologias de base.
 
INJECÇÕES NA FOSSA EPIGÁSTRICA
– Indicado para todos os transtornos do hemi-abdomen superior.
 
INJECÇÕES NAS CICATRIZES
– Qualquer cicatriz, não importando o tamanho, é um potencial campo interferente o qual deve ser tratado cuidadosamente, com a técnica apropriada de TN, de forma a eliminar eficazmente o possível bloqueio.
 
Estas situações devem ser diagnosticadas após consultas de Medicina Integrativa.
Se tem cicatrizes que possam estar interferentes, pontos dolorosos musculo-tendinosos ou dores nalgum local bem definido no organismo, pergunte-nos se esta técnica se aplica ao seu caso, pode fazê-lo através do e-mail consultorio@anamoreira.pt ou pelo telefone 222 011 216 / 932 348 037.

Saiba mais sobre Terapia Neural. Aceda aos Artigos Científicos sobre esta matéria.

Mesoterapia
 
O que é a “bio-mesoterapia”?
A bio-mesoterapia é uma terapia em que locais específicos são injetados com produtos biológicos. A maioria destas injeções são dadas sob a pele ou nos músculos, com uma técnica especial, semelhante à mesoterapia clássica. Podemos chamar-lhe bio-mesoterapia, porque a injeção é dada com produtos biológicos e bio-compatíveis com o nosso organismo.

Que tipo de produtos são injetados?
Depende do seu tipo de problema; ou seja, para rugas e / ou flacidez facial, injetamos um determinado tipo de produtos, para dores musculares, outros; para dores articulares/ artroses, outros, para uma revitalização geral/sexual, um outro tipo de medicamentos, etc. Cada injeção é individualizada segundo o paciente.

Estes produtos são seguros para mim?
As ampolas não contêm altas concentrações de substâncias ativas. Contêm produtos diluídos. Como resultado, os efeitos secundários tóxicos são muito improváveis. Além disso, as ampolas utilizadas no auto-sanguis e em bio-mesoterapia são fabricadas por empresas com garantia de qualidade na produção dos seus produtos. A maioria das ampolas utilizadas para a injeção são feitas na Alemanha e são submetidas a regras muito estritas de controlo da qualidade e sistemas. Os estudos clínicos em milhares de pacientes têm confirmado a segurança destas ampolas que usamos.

Como é que estas diluições têm um efeito efetivo sobre o meu corpo?
O facto da maioria das ampolas conter baixas concentrações de extratos vegetais é, frequentemente, uma razão para a medicina convencional criticar os eventuais efeitos destes produtos. Mas os produtos utilizados no auto-sanguis e na bio-mesoterapia não são diluídos. É por isso que lhes chamamos de micro-doses. Portanto, é mais do que apenas “injetar água”.

Como é que esta pequena dose pode influenciar o meu corpo?
Quando recebe uma vacina contra o tétano (por exemplo), apenas pequenas quantidades do produto são necessárias para estimular o seu sistema imunológico (que é o seu sistema de defesa). Algumas vacinas podem proteger seu corpo durante vários anos contra essa doença grave! As injeções de bio-mesoterapia ou de auto-sanguis, não são vacinações, mas o mecanismo de ação é semelhante: micro-doses do produto certo, no local certo do organismo, podem ter um efeito enorme! A bio-mesoterapia produz os seus efeitos clínicos, uma vez que estimula o sistema imunitário para reiniciar as suas capacidades curativas.

Foi comprovado que a bio-mesoterapia, estimula o meu sistema imunológico?
Os médicos (principalmente na Alemanha, Itália e Colômbia) comprovaram nos seus doentes, os efeitos espetaculares destas injeções, durante décadas. O problema foi “provar” perante os outros colegas como estas injeções realmente trabalham. Uma pesquisa recente sobre bio-mesoterapia deu novas perspectivas sobre a forma como estes produtos atuam. A investigação científica tem demonstrado que, por exemplo, um medicamento de homotoxicologia funciona através do sistema imunológico [por exemplo, os mecanismos de ação de um medicamento (TraumeelÒ) incluem, a inibição da IL 1ß e inibição de TNF-a)].

Mas como é que a bio-mesoterapia me pode ajudar com a minha dor ou inflamação, ou com as minhas rugas ou celulite?
Na medicina convencional, o medicamento suprime os sintomas imediatamente. É por isso, por exemplo, que é preciso tomar doses elevadas de substâncias químicas, a fim de suprimir a dor. E logo que a medicação deixa de trabalhar, ou se aumenta a dose ou é preciso tomar outro medicamento para tirar a dor. Esta afirmação é válida para anti-inflamatórios, medicamentos para controlar a pressão arterial ou para níveis elevados de colesterol. É assim que estes medicamentos são concebidos.
No entanto, no auto-sanguis no cotovelo ou na bio-mesoterapia, os medicamentos são injetados em pequenas doses, a fim de estimular os processos naturais auto-curativos do organismo. Estas micro-doses ativam mecanismos internos; portanto, o efeito da cura vem de “dentro” do seu corpo – e não a partir de produtos químicos.
É a reação do seu sistema imunitário, que irá produzir reações de auto-cura. A reação do seu corpo varia entre uma melhor circulação sanguínea local, ao relaxamento dos músculos ou desintoxicação generalizada.

A bio-mesoterapia irá ajudar-me mais rapidamente do que outras técnicas terapêuticas convencionais?
É óbvio que injeções de micro-doses são menos “poderosas” do que, por exemplo, corticosteróides injetáveis. A dose utilizada é muito pequena para suprimir imediatamente a inflamação.
Mas não é esse o objetivo da bio-mesoterapia!
Consideramos, do ponto de vista da Medicina Biológica, uma inflamação como um elemento importante para uma verdadeira e duradoura cura. A meta do bio-mesoterapia é estimular os processos inflamatórios naturais, a fim de obter uma completa e natural cicatrização da ferida ou tecidos. Então, fazemos exatamente o contrário dos medicamentos convencionais.
Como resultado, o alívio sintomático pode demorar algum tempo, especialmente para os casos crónicos. Mas quando se trata de lesões agudas, os efeitos das injeções são aparentes quase imediatamente.

Como são dadas essas injeções?
A maioria das pessoas (especialmente, aqueles que estão apreensivos sobre injeções, porque tiveram más experiências com injeções na infância) fica surpreendido quão fácil e rápido estas injeções são dadas. De facto, as injeções de bio-mesoterapia não podem ser comparados com as “habituais” injeções da medicina convencional. Não são dolorosos como uma “injeção de um hospital”, por exemplo, porque a agulha utilizada é muito fina e a quantidade injetada é muito pequena.
A maioria delas são indicadas para injetar sob a pele, outros são dadas em pontos específicos no músculo ou nos seus ligamentos.
O seu médico não dá as injeções arbitrariamente. Estas são administrados em locais do seu corpo escolhidos cuidadosamente. O local onde o médico injeta o produto é tão importante como o próprio produto. É diferente para cada paciente, consoante as queixas.

Quantas injeções vou receber em cada sessão?
No auto-sanguis, os medicamentos são injetados “por grupos terapêuticos”; neste caso, pode receber entre 3 a 6 “piquinhas” no cotovelo.
Na bio-mesoterapia, as injeções são dadas em mais de um lugar anatómico, durante cada sessão. Por exemplo, se o seu médico quer trabalhar na zona do seu fígado, vai dar cerca de 7 pequenas injeções sob a pele do seu abdómen. Se tiver dor no seu cotovelo, o seu médico irá procurar pontos dolorosos no seu braço, e injetar cada um numa sessão. Nesse caso, pode receber entre três a dez injeções no seu cotovelo. Assim, na maioria dos casos, algumas injeções são dadas numa zona específica (ou em diversas áreas) do corpo em cada sessão.

Quantas sessões de bio-mesoterapia serão necessárias?
O facto do seu médico utilizar pequenas doses de produto, significa que tem que ser mais paciente. Se você já teve problemas durante vários meses ou mesmo anos, o seu médico deve trabalhar em “diferentes camadas”. Se se trata de um caso mais complexo, temos de procurar  as causas mais profundas e trabalhar sobre essas queixas.
Às vezes, o seu sistema hormonal tem de ser regulado.
Ou o seu médico vai propor-lhe uma desintoxicação, mesmo antes de começar a trabalhar sobre os seus sintomas.
Como resultado, pode precisar de cinco sessões, ou mesmo mais para se sentir melhor.
Tem de perceber que estes produtos são produtos que não apresentam qualquer um dos principais efeitos colaterais, para estar motivado a ser mais paciente do que é habitual.
A longo prazo, porém, os resultados da bio-mesoterapia são mais duradouros, porque a cura vem de dentro e não depende de ter que “tomar os comprimidos todos os dias” para tirar os sintomas.

Existe algum elemento de risco com estas micro-injeções?
É claro que o médico que decide a utilização da bio-mesoterapia, vai fazê-lo de acordo com as técnicas mais recentes. Este é o seu dever como profissional médico. Isto inclui uma técnica de injeção correta, e, naturalmente, a utilização de material descartável estéril. Este último significa que a agulha nunca esteve em contacto com qualquer outro paciente e que qualquer transmissão de doenças é impossível. Isso deve dar-lhe a confiança na segurança da técnica.

Quando é que o meu médico deve sugerir bio-mesoterapia?
A bio-mesoterapia não pode curar todos os seus problemas médicos. Isto não é um milagre terapêutico. Cabe ao seu médico decidir o que pode ser tratado e o que não pode. A maioria dos doentes tratados com bio-mesoterapia é porque estão com dor e não suportam o uso de analgésicos convencionais. No entanto, é importante perceber que bio-mesoterapia não se destina a “tirar” a dor, como a “medicação convencional”. As dores são vistas como um importante “sinal” do seu corpo de que algo vai mal. É similar a uma luz vermelha no painel do seu carro: o objetivo não é apenas “retirá-lo”, mas sim procurar o motivo mais profundo. Isso significa que, se as dores podem ser atenuadas com bio-mesoterapia – sem prescrever analgésicos – há boas razões para concluir que as causas mais profundas da dor foram eliminadas.
 
Ouvi dizer que as coisas podem piorar imediatamente após o primeiro tratamento. É verdade?
Tudo depende. Cada caso é diferente.
Às vezes, melhora imediatamente após a injeção. Isso significa que se vai sentir melhor dentro de poucos minutos após a injeção.
Mas, quando se lida com queixas que têm persistido durante meses ou anos, as coisas precisam de algum tempo para se curar. Pode notar que, após os primeiros tratamentos (especialmente o dia após a injeção), se sente um pouco pior, experimentando mais dor ou desconforto. Este agravamento temporário, normalmente significa que os processos de cura estão sendo ativados e passa rapidamente.
Em bio-mesoterapia é chamado de “reação fase”. Mas quando perceber que isto significa que estamos no “caminho” da verdadeira cura, estará disposto a aceitar estas reações menores, no início do tratamento.
Muitas pessoas ainda acreditam que é necessário parar os tratamentos convencionais quando escolhem a medicina biológica. Isto não é verdade. Em alguns pacientes, até pode ser vantajoso combinar a abordagem convencional com a bio-mesoterapia.
Quando estiver a ser tratado por um médico especializado em Medicina Biológica, vai continuar a tomar a sua medicação habitual. Este profissional é que lhe indicará, quando a deixará de tomar, se isto for possível, é claro.
Cada caso deverá ser tido em conta individualmente.

Conclusão
A mesoterapia é uma técnica médica segura e eficiente, usada em Medicina há várias décadas. Na bio-mesoterapia os produtos injetados são diferentes e usamos estas injeções para estimular as capacidades de auto-cura do seu organismo.
Vale a pena pensar se esta é uma abordagem que o poderá ajudar com os seus problemas pessoais de saúde.