Realizou-se no dia 20 de fevereiro de 2015, no Hotel Premium, Porto a Palestra “Sanar a Árvore Genealógica”.

Uma atividade que parece simples, o desenhar  a nossa árvore genealógica, o caminho dos nossos antepassados e das suas relações, é, na realidade muito complexo. Esta relação de família que nos define está cheia de segredos e lealdades que desenham a nossa personalidade e objetivo de vida.

A nossa árvore genealógica pode pôr-nos doentes, outras vezes cura-nos, sem que nos apercebamos da sua importância crucial na nossa vida.

Estabelecemos crenças e passamos a achar que são nossas, que são próprias do nosso ser, sem entender onde nos esforçamos por manter os nossos erros e os nossos olhos, brincando com as “coincidências” e “anedotas” para passar dum estado de sem sentido a um estado de total sentido. Somos responsáveis por manter este estado ou alterá-lo, sempre a partir do significado do amor.

A partir da nossa alma sabemos que os nossos antepassados nos deram permissão para “vir” a esta vida. Olhar as características de como os nossos antecedentes se organizaram como uma família, as suas mudanças e rotinas, as suas tradições e costumes e os seus modos de atuar nos campos do amor, dinheiro, auto-estima e família, é o objetivo de desenhar e analisar a nossa árvore genealógica.

Nesta atividade sanadora, vamos aprofundar pelo menos 9 características de como a nossa Árvore Genealógica nos dá significado como indivíduos e nos obriga a tomar uma decisão: ser feliz e estar em paz.

Sanaremos os modelos mais frequentes e característicos das famílias para podermos encontrar essa reconciliação e paz que todos precisamos para as nossas vidas. Repetir e confirmar o que todo o seu grupo familiar tem vindo a fazer e darmo-nos conta que cada um de nós é responsável por superar alguns vícios que trazemos. Sanar os antepassados é honrar os nossos antecedentes em paz e amor, mas acima de tudo, proporcionar estabilidade e sentido de vida para aqueles que virão depois de nós.

[voltar]