A procura pela alimentação vegetariana e as implicações na saúde

A procura de um maior bem-estar e de mais saúde, quer ao nível individual quer colectivo, bem como a consciência crescente acerca da preservação ambiental e do desenvolvimento sustentável, tem levado cada vez mais pessoas a adotar uma alimentação vegetariana (ovo-lacto-vegetariana ou vegana) ou, pelo menos, mais vegetariana. Razões de ordem ética, filosófica, religiosa, metafísica e/ou ecológica estão quase sempre por detrás desta opção. Mas, motivos estritamente científicos, que se baseiam em questões nutricionais e nos benefícios para a saúde, podem justificar por si só este tipo de regime. A transição para este…continue reading →

Alimentação para a Primavera

Do ponto de vista energético, as estações não começam no momento que nos indica o calendário ocidental: a primavera começa muito antes do dia 21 de março. Em muitas zonas da Península Ibérica, por exemplo, um indício de que a energia começa a ascender é o florir das amendoeiras, no final de janeiro. Cada lugar do mundo conta com um conjunto de manifestações naturais como por exemplo o voltar a ouvir pássaros a cantar, as árvore começarem a florir, os dias cada vez maiores e com maior intensidade de luz, etc. Na planificação…continue reading →

Farinha de coco

Apesar do coco ter fama de ser um alimento gorduroso, a farinha derivada do fruto é bastante nutritiva e apresenta várias vantagens para a saúde. Coco é uma fruta originária de países tropicais, pois a sua planta (coqueiro) necessita de solos arenosos e salinos, em áreas com luz solar abundante e vagas de chuva regulares. São usados diversos derivados: coco in natura, coco desidratado, água de coco, óleo de coco e farinha de coco. A farinha de coco é produzida a partir da polpa da fruta (parte branca e gordurosa) mas parte da…continue reading →

Sardinha

A sardinha é a imagem de marca de várias festas populares portuguesas que decorrem durante este mês, como o São João, São Pedro e o Santo António. A existência de grandes cardumes de sardinha na costa portuguesa e a facilidade da sua confeção tornam este peixe num dos símbolos gastronómicos de Portugal. A sardinha além de saborosa, é também um alimento muito rico do ponto de vista nutricional. De nome científico Sardina pilchardus, da família Clupeidae, normalmente é um peixe pequeno, que se caracteriza por possuir uma barbatana dorsal e apresentar uma cor…continue reading →

O vício de comer

Quase todos sabemos em que consiste uma alimentação equilibrada. Todos temos consciência que, na maioria das vezes, comemos demasiada carne, ingerimos poucos legumes e abusamos do sal e do açúcar. Mas, para os seres humanos em geral, a alimentação deixou de ser uma necessidade biológica, para se tornar numa necessidade social. Segundo a Biologia, o acto de comer está associado a uma forma de viver, é uma forma de relação com o mundo e com as coisas que nos rodeiam. Daí que, quando as pessoas comem sozinhas, a refeição perde o seu carácter…continue reading →

Natal Feliz “sem excessos”

Época de amor, união, afeto e paz… mas também de muitos excessos. Sem querer quebrar os rituais e as tradições desta época do ano, recomendo muita moderação e espero que siga os princípios de uma alimentação saudável: completa, equilibrada e variada. Cometer alguns excessos alimentares em ocasiões especiais representa um perigo mínimo para a sua saúde, desde que dure só durante alguns dias – ou seja, evite cometer erros alimentares no Natal e continuar até aos Reis – ou seja, pode cometer um “excesso equilibrado”. Seguem algumas dicas para se proteger dos excessos…continue reading →

Fruta na época de verão

A época do Verão é a melhor altura do ano, porque temos acesso a muita e variada fruta da época. Lembre-se de comprar fruta de agricultura biológica, sempre que consiga. Quanto mais formos os consumidores deste tipo de agricultura, mais acessíveis serão os preços, tornando o mercado mais exigente. Lembre-se que a fruta deve ser consumida fora das refeições e para a maioria das pessoas é aconselhável o consumo de 3 peças de fruta por dia. Alperce: É rico em vitamina A e potássio; Ameixa: Rica em potássio, vitamina A e E. Contém…continue reading →

Efeitos prejudiciais do açucar e a sua relação com o cancro

Em 1931, o 1º prémio Nobel em Medicina Otto Warburg, descobriu pela primeira vez que as células cancerígenas têm um metabolismo energético diferente comparado com as células saudáveis. Ao longo dos últimos anos tem sido ignorado pelos diversos centros de tratamento de cancro, o conceito de que a glicose é o “combustível” favorito do cancro. A grande maioria dos pacientes com cancro não são, infelizmente, acompanhados e aconselhados nutricionalmente de modo a controlar os níveis de glicose, sendo um componente essencial na recuperação da doença (German Otto Warburg). O açúcar é considerado pela…continue reading →

Dieta Integrativa

“FILOSOFIA DA DIETA INTEGRATIVA” por Dra Ana Moreira A dieta integrativa é aquela sugerida por médicos que trabalham em Medicina Integrativa: propõe uma maneira de comer mais consciente e deve ser encarada como uma filosofia de vida. Pressupõe que comamos duma maneira mais natural, dando prioridade sempre à qualidade das matérias-primas que consumimos. O objetivo é procurar um estilo de vida que nos ajude a prevenir as doenças crónicas, que são as epidemias do mundo atual. Uma das bases em que assenta esta dieta é a prioridade na ingestão de alimentos naturais, ou…continue reading →

Castanhas

Rica em amido e, por isso, de difícil digestão, a castanha é pobre em gordura quando comparada com outras oleaginosas como a castanha de caju, a noz ou as amêndoas. A sua composição é mais aproximada à dos cereais do que à dos frutos secos, família a que pertencem. Por exemplo, são um dos frutos secos com mais hidratos de carbono (45,5 g/100 g) e menos quantidade de gordura (1,3 g/100 g). São pobres em sódio e ricas em potássio, sendo, por isso, recomendadas nas dietas de pessoas com hipertensão ou problemas cardíacos.…continue reading →
  • 1
  • 2